Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página
IRMÃ DULCE

Ministério da Saúde libera R$ 18 milhões para as Obras Sociais Irmã Dulce

Escrito por Sílvia Rodrigues | | Publicado: Terça, 15 de Outubro de 2019, 18h20 | Última atualização em Terça, 15 de Outubro de 2019, 18h29

Os novos recursos serão destinados ao Hospital Santo Antônio (HSA), das Obras Sociais Irmã Dulce, que realiza mais de 2 milhões de atendimentos por ano pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

Irmã Dulce

Foto: Neyfla Garcia / ASCOM MS

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinou, nesta terça-feira (15), em solenidade no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), portaria que autoriza o repasse de R$ 18 milhões ao Hospital Santo Antônio (HSA) – Associação Obras Sociais Irmã Dulce (OSID). A unidade de saúde é o coração das obras sociais Irmã Dulce, em Salvador, na Bahia. O novo recurso federal será destinado ao custeio de estudos e pesquisas em saúde, à manutenção e reforma do hospital e à capacitação de recursos humanos. Atualmente, o complexo hospitalar realiza mais de 2 milhões de atendimentos por ano, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), se tornando referência na assistência à população, inclusive de outros estados.

“Hoje é um dia de reverenciarmos o trabalho, em saúde, dessa importante obra filantrópica. O Hospital Santo Antônio está impregnado do carinho, da atenção e do cuidado que a Santa Dulce dos Pobres colocou em sua missão e como principal característica do hospital. Essa unidade iniciou em 1949 e, gradativamente, com apoio da população baiana, foi crescendo e agora é uma das maiores obras de saúde das regiões Nordeste e Norte. São cerca de mil leitos, 100% SUS, mais de 2 mil cirurgias e atende quase 70% dos casos de crianças com microcefalia”, destacou o ministro Mandetta. Ele ressaltou ainda que quando apresentou todos esses pontos para o presidente, "ele fez questão de colocarmos publicamente o apoio e o agradecimento à obra”, disse.

Além do atendimento em saúde, o Hospital Santo Antônio atua no Ensino em Saúde, com a oferta de residência médica e multiprofissional, e ensino em enfermagem. Outra área de atuação é em Pesquisa e Desenvolvimento. O Centro de Pesquisa Clínica (CPEC) contribuiu para a inserção das Obras Sociais Irmã Dulce entre as instituições de referência científica no país. O núcleo tem como missão elaborar, analisar e conduzir a pesquisa clínica, investindo na capacitação de profissionais, entre outros aspectos. O hospital também conta com o Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) que tem, entre outras finalidades, avaliar protocolos de pesquisa envolvendo seres humanos, com prioridade nos temas de relevância pública, e acompanhar o desenvolvimento dos projetos.

O Hospital Santo Antônio (HSA) atende e é financiado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e por doações. Os recursos federais são repassados pelo Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Estadual de Saúde da Bahia. Em 2018, o Ministério da Saúde repassou ao fundo estadual R$ 95 milhões. Desse valor, R$ 64,9 milhões foram para o custeio de procedimentos de média e alta complexidade do HSA, como internações e procedimentos cirúrgicos, principalmente oncológicos, além da compra de insumos. Os demais R$ 30,2 milhões foram utilizados no custeio da rede de urgência e em contratos para uso de equipamentos para exames. Já em 2019, até setembro, o Governo Federal liberou R$ 45,7 milhões para o atendimento ambulatorial e hospitalar da unidade.

Ao todo, são 954 leitos, que registram uma média de 17 mil internações e 12 mil cirurgias anuais. Além de um Centro de Tratamento Intensivo, o HSA oferece atendimento em 17 especialidades, divididas entre as enfermarias de Clínica Médica, Clínica Médica de Longa Permanência (crônicos) e Clínica Cirúrgica. O HSA é também referência em reabilitação física, intelectual, auditiva e visual, e em desintoxicação e tratamento a usuários de álcool.

Por mês, são realizados 9,3 mil atendimentos para o tratamento do câncer. Esse total representa 63,74% das cirurgias oncológicas, 14,57% dos tratamentos quimioterápicos e 15,5% dos procedimentos radioterápicos de Salvador. A microcefalia, má-formação que afeta milhares de crianças no Nordeste, também ganha atenção especializada no hospital com o atendimento mensal de 100 pacientes.

O centro cirúrgico é considerado unidade de excelência e o primeiro núcleo a conquistar, no ano de 2002, o certificado de qualidade ISO 9001, versão 2000. A certificação é válida para a realização de cirurgias em diversas áreas e serviços de apoio, como Esterilização, Prontuário do Paciente, Posto de Coleta e Transfusão de Sangue, Bio-Imagem e Clínicas Cirúrgicas do Hospital Santo Antônio e Hospital da Criança.

CRIAÇÃO DO HSA - OBRAS SOCIAIS IRMÃ DULCE

O Hospital Santo Antônio (HSA) tem sua raiz datada de 1949, quando Irmã Dulce, agora canonizada como Santa Dulce dos Pobres, improvisou, no galinheiro do convento, um abrigo para 70 doentes resgatados das ruas de Salvador (BA). Em 1960, a religiosa inaugura no local o Albergue Santo Antônio, centro que daria lugar ao complexo hospitalar duas décadas depois, com a inauguração do HSA em 1983. Atualmente, o hospital já desponta como uma das maiores unidades de saúde do Norte e Nordeste do país e uma das mais bem equipadas da Bahia.

Por Silvia Pacheco, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 3693

Fim do conteúdo da página